Missão 01: Viver o nosso Batismo

Roupinha branca, toalha bordada, fotos, padrinhos um churrasquinho para comemorar… Pronto, temos um batismo. Será?

O Batismo é muito mais que isso. O Batismo é o sacramento que abre as portas da vida cristã, incorporando-o à comunidade católica, ao grande Corpo Místico de Cristo, que é a Igreja em si.

Depois do batismo começa a missão: Ser um sinal da Luz de Cristo para os outros. 

Não vou entrar aqui em pormenores de Batismos de crianças e adultos, mas tenho um objetivo claro hoje – acender a luz amarela caso não esteja vivendo seu batismo.

 

“Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado.” 

Evangelho segundo São Marcos, 16, 16

Anunciar o evangelho e Batizar, eis as duas missões dos discípulos. Essa é prova que o batismo é IMPORTANTÍSSIMO para iniciarmos nossa vida cristã. Para sermos anunciadores de Cristo, devemos ter – antes de tudo – a marca do pecado original apagada, termos o selo de adesão a fé em nossa alma.

Neste sacramento pedimos a fé e recebemos a fé da Igreja.

  1. O Baptismo é o sacramento da fé (Cf. Mc 16, 16). Mas a fé tem necessidade da comunidade dos crentes. Só na fé da Igreja é que cada um dos fiéis pode crer. A fé que se requer para o Batismo não é uma fé perfeita e amadurecida, mas um princípio chamado a desenvolver-se. Ao catecúmeno ou ao seu padrinho pergunta-se: “Que pedis à Igreja de Deus?” E ele responde: “A fé!”.

Catecismo da Igreja Católica, 1253

Por qual motivo recebemos a fé da Igreja? Para termos uma fé em UNIDADE. E essa fé é chamada ao amadurecimento, ao crescimento, ao desenvolvimento, assim, a chama da fé deve ser alimentada.

  1. O próprio Senhor afirma que o Batismo é necessário para a salvação (Cf. Concílio de Trento, Sess. 7°, Decretum de sacramentis, Canones de sacramento Baptismi, can. 5: DS 1618; II Concílio do Vaticano, Const. dogm. Lumen Gentium, 14: AAS 57 (1965) 18: ID., Decr. Ad gentes, 5: AAS 58 (1966) 951-952.). Por isso, ordenou aos seus discípulos que anunciassem o Evangelho e batizassem todas as nações. O Batismo é necessário para a salvação de todos aqueles a quem o Evangelho foi anunciado e que tiveram a possibilidade de pedir este sacramento (Cf. Mc 16, 16). A Igreja não conhece outro meio senão o Batismo para garantir a entrada na bem-aventurança eterna. Por isso, tem cuidado em não negligenciar a missão que recebeu do Senhor de fazer “renascer da água e do Espírito” todos os que podem ser batizados. Deus ligou a salvação ao sacramento do Batismo; mas Ele próprio não está prisioneiro dos seus sacramentos.

Catecismo da Igreja Católica, 1257

Então, devemos nós viver o nosso batismo como estágio de crescimento na fé, passo a passo, degrau a degrau, para que tenhamos uma experiência firme com a fé que nossos pais e padrinhos pediram a nós. Às vezes não progredimos na fé por esquecer o básico: Viver o nosso batismo.

Vivemos como se não fôssemos batizados ou pior, sermos batizados e desprezar essa grande graça muita das vezes, infelizmente.

Te convido ao longo desta semana pensar procurar o seu certificado de batismo. Sim! Veja a data do seu batismo, anote no seu celular, agenda, porta da geladeira… Comemore como um aniversário a data que você passou a fazer parte da família de Deus, a nossa Igreja!

Maria Regina Caeli intercedenti

Ajude-nos a Evangelizar. Compartilhe este post:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *