Não devemos aceitar viver As moradas do meu Barraco interior…

Se você já conhece a obra Castelo interior (ou As Moradas do Castelo Interior) de autoria de Santa Tereza D’Ávila (Doutora da Igreja) você vai entender bem o que vou dizer nas próximas linhas. Caso não conheça, aqui vai uma síntese.

Santa Tereza D’ÁVila escreveu em 1577, esse livro que falei acima, o Castelo interior (ou moradas) apresenta nossa alma como se fosse um castelo e no centro desse castelo mora o Rei (Deus). Nessa metáfora ela apresenta o caminho para viver a vida interior, a vida de oração e encontrar o Deus Altíssimo que habita em nós.

Todas as vezes que eu pego nesse livro e vou olhando a humildade, confiança e amor a Deus que Santa Tereza apresenta eu percebo que o “meu castelo” é um barraco, feito de papelão, resto de embalagens e panos velhos. Esse “meu castelo” é reflexo da minha miséria. Só vira castelo pela Presença de Deus! A nossa vida atribulada e nossa mentalidade descartável nos deixou uma marca na alma muito grande. Nossa geração perdeu a capacidade – assim como eu – de olhar para si e ver a beleza de ser de Deus! De ter SIM um castelo na alma.

Essas moradas, esses caminhos, essas aposentos devem ser preenchidos com aquilo que nos aproxima do centro do castelo, daquele que é o centro de tudo e em todos. Deus.

Temos vividos – eu especialmente – tempos de esvaziamento. De esquecer  beleza que temos dentro em nós. Do valor que tem o outro, do que podemos ser juntos e que podemos chegar mais longe juntos.

Esse castelo é sua alma, mas somos levados a acreditar que temos um barraco… Somos levados a acreditar que Deus mora distante e não está nem aí pra nós… Essa é a primeira notícia que temos que gritar para todos ouvidos de nossa geração: Temos UM CASTELO e um LINDO CASTELO em nossa alma. Somos SIM morada de um Deus que quer estar conosco e o mundo quer nos enganar.

Esse castelo está em mim, em você e em todos!

O primeiro passo é sair dessa “sensação do barraco”. Não podemos acreditar que Deus não nos ama. Que ele não está nem aí… Que Deus é um “amigo imaginário” e outras coisas tão presentes no nosso meio. Nos desvalorizamos e optamos em viver em um barraco, quando temos uma morada, um castelo para habitar!

A grande mentira que vão te contar é que você não tem um castelo para morar, mas apenas esse barraco que te oferecem como opção para viver. Não se deixe enganar… Em você habita um Rei que vai te quer ser encontrado e ter sua companhia no castelo. Ele te quer em todas as moradas, todos os andares e principalmente junto Dele.

Esse castelo bonito é seu. Esse castelo interior é o lugar que vamos encontrar nosso Rei. Entre, conheça esse lugar que Deus quis fazer sua morada e habitar definitivamente. Vamos perder o complexo de barraco e alegrar o nosso coração, afinal, vamos morar em um Castelo e nesse castelo tem muitas moradas!

 

Maria Regina Caeli intercedenti

Ajude-nos a Evangelizar. Compartilhe este post:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *