Mensagem de Natal 2017

É Natal!

“Pois nasceu para nós um menino, um Filho nos foi dado.” (Isaías 9, 5)

Caríssimos irmãos (as), talvez a grande alegria do Natal de Nosso Senhor não brote em nossos corações, porque ainda não compreendemos a grandeza e a profundidade desse mistério. Infelizmente ainda não conseguimos entender que antes da encarnação do Verbo existia um grande abismo entre Deus e o Homem devido ao pecado das origens, e que graças a este dia, terminou. A distância existente entre Deus três vezes santo e nós criaturas egoístas e sujas por causa do pecado foi tão profunda que a  marca deixada pelo pecado foi uma solidão a nível ontológico, ou seja, enraizada dentro de seu ser, que só poderia ser saciada de forma plena com a vinda de Deus, por isso, que o desígnio de Deus Pai para nossa salvação e cura dessa solidão foi dar-nos o seu próprio Filho. Há sim, uma solidão ontológica, um “defeito” dentro de nosso próprio ser, tanto que foi reconhecido e explicitado pelo grande santo Agostinho no seu livros das Confissões: “Fizeste-nos Senhor para Ti, e inquieto está nosso coração, enquanto não repousa em Ti.”

O mistério do Natal mostra o quanto à loucura do homem ao pecar contra seu Criador, foi absorvida pela loucura de Deus, ao fazer-se homem para salvá-lo. O nascimento do Verbo, Deus que se fez carne para a nossa salvação, é uma verdade que, por mais que meditemos e consideremos, nunca chegaremos a esgotá-lo.

Vinde, adoremos o Verbo feito carne, afim que essa solidão ontológica, esse defeito seja suprimido pela grande alegria da presença de um Deus que se fez Emanuel. E possamos juntos cantar com os Santos Anjos, dissipando toda tristeza e solidão de nosso ser “Glória a Deus no mais alto dos céus, e paz na terra aos homens de boa vontade.”

Feliz e Santo Natal!

Equipe: A Fé Católica

Ajude-nos a Evangelizar. Compartilhe este post:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *